Tipos e Modelos de Chaminés. Conheça-os e às suas diferenças.

Tipos de chaminés: saiba quais são e a diferença entre eles!

A chaminé é um mecanismo importante para capturar e transferir para outros meios as propriedades indesejáveis como vapores de água, fumos, fumaça e outros itens. Ela pode ser feita em alvenaria, de betão pré-fabricado e de materiais variados, dependendo da sua função.

Tipos de Chaminés

Quando pensamos em modelos de chaminés, logo nos lembramos daquele formato de tijolo ou pedra que fica acima de uma edificação. Mas, a verdade, é que existem muitos tipos de chaminés, que variam a sua forma de construção e também o seu uso. São também importantíssimos se quer evitar ter que chamar um serviço de limpa chaminés de forma recorrente.

Se você está a construir, saiba que é muito importante dispor de um tipo de  chaminé adequado para a sua necessidade, somente assim terá certeza de que a sua residência estará em segurança e de que tudo está a funcionar adequadamente.

Para lhe ajudar a definir qual deverá ser usada em sua casa, montamos um guia com os principais tipos de chaminés, suas indicações e formas de construção.

Tipos de chaminés: quais são?

Modelos de Chaminés

Os tipos de chaminés variam muito de acordo com o seu uso, estilo arquitetônico e material.

  1. Chaminés de condutas individuais

São aquelas chaminés presentes nos edifícios multi-familiares. Nesse caso, o corpo da chaminé é construído em tijolo ou em concreto de betão pré-fabricado e a sua estrutura percorre o edifício na sua vertical – desde o chão até o topo do telhado.

O interior dessa chaminé é dividido com tubagem metálica ou com tijolo, de maneira a se manterem isoladas uma das outras. Isso é o que chamamos de condutas de chaminés, sendo que cada fracção terá a sua própria conduta.

Para se construir esse tipo de chaminé é necessário seguir regras exigentes para que elas se tornem eficazes e tenham um bom desempenho.

  1. Chaminés individuais singulares

É o tipo de chaminé mais aplicado quando se usa apenas um tipo de aparelhagem de fumo ou de cozinha, sendo o mais comum em moradias individuais.

Essa chaminé é, na maior parte das vezes, construída em pedra ou tijolo e alia-se a estilos arquitetônicos diversos, a depender da região do país nas quais estão inseridas.

A construção das chaminés individuais singulares são regidas pelas regras estabelecidas no Regulamento Geral de Edificações Urbanas (RGEU), o que garante eficiência e segurança ao item.

  1. Chaminés coletivas

Assim como as chaminés de condutas individuais, esse tipo de chaminé também está presente em edifícios multi-familiares, mas o seu uso é desaconselhável, já que esta chaminé pode causar retorno de cheiros de uma fracção para outra.

As chaminés coletivas são compostas unicamente pelo corpo principal da chaminé, que é construído em concreto betão pré-fabricado ou em tijolo e percorre todo o edifício na sua vertical, desde o chão até o topo do telhado.

Por vezes, essas chaminés podem aparecer equipadas com motores ao nível do capelo, o que promove muitos ruídos desagradáveis e ainda leva a um grande desperdício de energia elétrica. Os gastos ainda são maiores com manutenções quando esses motores estão instalados nas chaminés.

Se usadas para equipar os aparelhos de combustão, como os recuperadores de calor ou as lareiras, esse tipo de chaminé causa um consumo excessivo de lenha, uma vez que aumenta a circulação dos fluxos de ar e acaba por extrair, além dos gases que não são queimados pela combustão, também todo o calor que deveria permanecer na habitação gerando o aquecimento da mesma.

  1. Chaminés de aspiração central

São os tipos de chaminés mais usados nas casas de banho e nas cozinhas, a funcionarem do mesmo modo que as chaminés coletivas quando equipadas com motores de extração ao nível do capelo.

Os sistemas de conduta são equipados com uma central de aspiração que possui turbinas e motores de extração instalados ao nível da cobertura do edifício. O principal inconveniente é o mesmo das condutas coletivas, já que as chaminés de aspiração central também podem causar retorno de cheiros.

Tipos de chaminés para lareiras

As chaminés são partes importantes para o bom funcionamento da sua lareira, e também exige conhecimento para que se possa escolher a chaminé mais indicada para esse uso. Veja os principais tipos de chaminés para lareiras:

  1. Chaminés de tijolos clássicos

Esse é o tipo de chaminé mais antigo e ainda muito usado. Mas, para que seja feita adequadamente, é preciso um alto nível de profissionalismo e conhecimento do mecanismo de funcionamento dessa chaminé.

O projeto adequado poderá durar por muitos anos, e de maneira geral apresenta uma base sólida e a chaminé de tijolo embutida na parede – indo da lareira até a saída no telhado.

  1. Chaminé combinada de tijolo e tubagens de aço

É um tipo mais moderno de chaminé feita em aço inoxidável e que é bastante resistente ao calor. Essa chaminé possui algumas vantagens como ser capaz de evitar totalmente as fugas de combustão e ainda promover uma redução da carga térmica nas paredes de tijolos, de modo a criar um isolamento térmico melhor.

  1. Chaminés com cerâmica refratária

Esse é um tipo de chaminé muito recente no mercado e que usa de tubos fechados de cerâmica refratária em uma espécie de concha feita de aço inoxidável ou de betão leve. É um sistema único, que já vem pronto para a instalação, com todos os materiais necessários para ter uma chaminé vertical.

Devido ao seu material, esse tipo de chaminé é mais segura, porque a sua temperatura interna é reduzida.

Como deve ser construída uma chaminé de lareira?

Independente do material escolhido para a sua chaminé de lareira é muito importante que ela siga algumas regras para proporcionar maior segurança e eficiência.

De modo geral, todas as chaminés para lareira são compostas de tubos que saem da lareira e se ligam até o final de um chapéu exaustor.

Por isso, quando for passar os tubos da chaminé pelo teto ou pela sua parede, é importante que você use um anel de isolamento – capaz de impedir que o tubo encoste na estrutura, além de dar um acabamento mais bonito.

Se houver necessidade de adicionar uma curva para sair a chaminé pela parede, o mais indicado é que a tubagem siga verticalmente pelo menos 1 metro acima da lareira, antes da curva.

No caso das lareiras grandes e médias, o ideal é que o primeiro tubo da chaminé seja de “tubo duplo” (uma espécie de tubo mais reforçado e capaz de suportar melhor o calor da chama).

Esses são os principais tipos de chaminés, a depender do uso e das suas necessidades. Lembre-se que essas são apenas dicas gerais e que somente um técnico poderá lhe orientar adequadamente sobre a chaminé mais indicada para si.

As Inundações e os Desentupimentos

Inundação - Desentupimento
Uma inundação, seja em nossa casa ou empresa, não é de todo um cenário muito agradável. As inundação, são na maioria dos casos provocadas pela incapacidade dos canos e tubagens ecoarem o excesso de líquidos, proveniente de chuvas intensas, rupturas nas tubagens ou da acumulação excessiva de resíduos que impeçam o escoamento e a drenagem.

Desentupimentos como forma de evitar inundações

Neste casos torna-se imperativo que seja realizada uma intervenção urgente para a identificação de possíveis pequenos entupimentos (que podem resultar em entupimentos graves), rupturas ou locais que propiciem a acumulação de resíduos.

Como evitar inundações?

Os sistemas de drenagem de água, sejam estes particulares ou públicos, quando acumulam resíduos irão inevitavelmente contribuir para o ocorrimento de futuras inundações, desde modo torna-se imperativo que, por meios próprios ou através de empresas de desentupimentos, proceder as limpezas e desentupimentos necessários dos sistemas de drenagem de água, no caso de estes serem em nossas casa, ou alertar as organizações responsáveis, nomeadamente os serviços da Junta de Freguesia ou a Câmara Municipal caso estes sejam na via pública.

Existem no mercado inúmeras empresas de desentupimentos, que prestam um conjunto de serviços relacionados com inundações e a sua prevenção, entre os quais:

  • Limpezas após inundações;
  • Remoção de resíduos dos canos e tubagens;
  • Limpeza e desobstrução das tubagens sanitárias;
  • Aspiração de águas residuais;
  • Entre outros.

A manutenção, limpezas e desentupimentos de uma fossa séptica, para além dos motivos, já expostos em outros artigos, assume particular importância no que respeita a impedir o enchimento desta, que não é tão raro como poderá pensar.

A que se deve o enchimento de uma fossa séptica?

Quanto às razões que podem levar ao enchimento de uma fossa séptica, este são bastantes diversos, entre os quais encontramos:

  • Acumulação excessiva de agua provenientes de fortes chuvadas e inundações;
  • Proximidade da fossa séptica com uma nascente de água;
  • Deficiente construção da fossa séptica;
  • Existência de canalizações com vazamento de água;
  • Entre outros.

A generalidade destas situações poderá ser previamente evitada com uma simples manutenção da fossa séptica e dos canos e tubagens a ela conectados.

Fossa SépticaA importância da limpeza do sumidouro

Após o primeiro enchimento é aconselhável que a fossa seja não só devidamente limpa como também inspeccionada, a fim de verificar a sua condição, impedindo isto futuros entupimentos.

Uma das “desvantagens”, ou melhor das incertezas, após a primeira limpeza é o facto de ser relativamente imprevisível determinar quando a fossa voltará a encher, se cinco ou oito meses. Para tal recomendamos que uso um dos diversos aparelhos disponível no mercado para medir o nível de enchimento da fossa.

No mercado estão presentes diversas empresas de desentupimentos, que para além do convencional serviço de desentupimentos domésticos, procedem igualmente a limpeza e manutenção de fossas sépticas, dispondo de tanques que vão desde os cinco aos vinte metros cúbicos de capacidade.

Dicas Sustentáveis para Evitar Desentupimentos!

Todos sabemos que os desentupimentos não são as tarefas mais agradáveis de se realizar, seja pela nossa incapacidade para os solucionar, pelo mau cheiro ou pela sujidade que envolvem.

O que provável não saberá é que a maior parte dos entupimentos na via publica ocorrem devidamente à poluição, ou neste caso à acumulação de resíduos domésticos e industriais, dado que todo o lixo que não seja depositado nos locais próprios, ecoará inevitavelmente até aos esgotos, originando assim entupimentos. Se está à procura de uma empresa para lhe prestar estes serviços  em Ajuda, contacte já a Abrantina – Desentupimentos Ajuda, esta empresa, com mais de 30 anos de experiência, presta serviços em toda a área de Lisboa.

Evitar entupimentos na via publica não depende só de si mas de todo nos, deste modo importa seguir um conjunto de pequenas dicas para evitar que estes ocorram, entre as quais:

  • Durante as compras no super e hipermercados, substituir os sacos de plástico por sacos de pano, além de esteticamente estes serem consideravelmente mais apelativos, são muito mais amigos do ambiente, uma vez que o período de decomposição de um do plástico é muito superior;
  • No seu emprego, substitua a tradicional folha de papel por formatos digitais, amigos do ambiente, entre os quais a pen e os discos rígidos, todavia quando tiver mesmo necessidade de imprimir algo, tente economizar não só na tinta como também só deverá imprimir o que realmente necessita;
  • Objectos usados ou velhos que já não queira, nomeadamente frigoríficos, vestuário ou brinquedos, deverá em primeiro lugar procurar um instituição de cariz social para os doar, ou no caso de já se encontrarem muito velhos, este deverão ser depositados em locais próprios e não na vida publica, dado que são também grandes causadores de entupimentos;
  • Separar o lixo domestico, empresarial ou industrial e deposita-los nos locais próprios, contribuirá também para evitar a necessidade de proceder a futuros desentupimentos;
  • Acima de tudo coloque o lixo no lixo, ou seja realmente precisa de ser livrar de uma determinada coisa, coloque-a no local mais apropriado e não na via publica;
  • Entre outros.

Os entupimentos e os procedimentos necessários para os resolver (desentupimentos) para além de não serem tarefas agradáveis podem por vezes ter custos, como são exemplo os casos em que recorremos a empresas de desentupimentos, desde modo lembre-se que lixo fora do sitio é sinonimo de entupimento. Procura uma empresa de canalizadores na zona da Ajuda? contacte já a Abrantina – Canalizadores Ajuda 24H (Link do vídeo que está em baixo: https://www.youtube.com/watch?v=U8gcTyefGMI).